Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 11 DE DEZEMBRO DE 2017

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  10/12/2017   Pavimentação irá fomentar escoamento de produção por ferrovia - Para estimular o escoamento da produção agrícola ao terminal ferroviário ...     10/12/2017   Um pouco das teorias econômicas - Usualmente dedicamos esse espaço para tratar de questões de infraestrutura, transportes, logística em s...     10/12/2017   Setor de caminhões sai do atoleiro - As fabricantes de caminhões passaram o ano trabalhando para reduzir as perdas nas vendas do ano pass...     10/12/2017   Labrousse, do WEF: o segredo para avançar em infraestrutura - KATERINA LABROUSSE: "Políticos tendem a construir pontes para lugar nenhum".     10/12/2017   Os obstáculos que impedem a infraestrutura de florescer no Brasil - “Precisamos de Apples, Googles e Amazons brasileiras e isso não é alg...     10/12/2017   Portos recebem da União só 30% do previsto - Responsáveis por administrar 19 portos públicos, as sete companhias docas federais receberam...     10/12/2017   Dinheiro acabou, diz Fazenda. Como vamos criar infraestrutura? - Participação privada em infraestrutura não vai resolver nosso cresciment...     10/12/2017   Abdib lança iniciativa para aumentar disponibilidade de projetos para atrair investimentos privados - A Abdib lançou no dia 5 de dezembro...     10/12/2017   CCR ViaOeste inicia implantação de novas faixas na Rod. Castello Branco em Araçariguama - A obra acontece na pista sentido Capital entre ...     10/12/2017   CELCOIN FIRMA PARCERIA COM A CLICKBUS PARA VENDER PASSAGENS RODOVIÁRIAS PELO APLICATIVO - Novo recurso permite a venda de passagens para ...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

06/12/2017

Temer e Evo querem projeto de corredor bioceânico

Mercosul / Cone Sul

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

Os presidentes Michel Temer e Evo Morales devem anunciar hoje, durante visita oficial do boliviano a Brasília, um memorando de entendimentos para uma futura ligação ferroviária entre os oceanos Atlântico e Pacífico. Trata-se do primeiro passo para a realização de estudos que permitam integrar as malhas do Brasil e da Bolívia, levando os trilhos até os portos do Chile.

À primeira vista, é um projeto mais modesto e com menos alarde do que a ferrovia bioceânica anunciada pela ex-presidente Dilma Rousseff em 2013, com recursos chineses e saída por um porto no Peru. As dificuldades de construção e a exigência de um alto volume de investimentos acabaram colocando os planos na gaveta. De qualquer forma, o que os dois presidentes divulgam agora é uma mera declaração de intenções, sem nenhuma definição concreta ainda.

A visita de Evo foi adiada, por duas vezes, devido aos problemas de saúde de Temer. Nos bastidores, comenta-se que os bolivianos se empenharam em reagendá-la o quanto antes, demonstrando grande interesse na reaproximação entre os países.

Há conveniência política para ambos na visita. Temer consegue o primeiro aperto de mãos com um líder do chamado "eixo bolivariano", que vinha tratando o impeachment de Dilma como golpe parlamentar. A Bolívia chegou a convocar seu embaixador no Brasil para consultas, em um gesto de insatisfação no código da diplomacia, no que foi imediatamente retribuído pelo Itamaraty.

Ambos recuaram cerca de duas semanas mais tarde.
A agenda bilateral não teve nenhuma ruptura, segundo funcionários importantes do governo brasileiro, que apontam a aproximação como mutuamente benéfica. "Dois países com uma fronteira terrestre mais extensa do que entre os Estados Unidos e o México não podem se ignorar", afirma um diplomata experiente.

Haverá a assinatura de um acordo de cooperação policial justamente para combater o crime organizado na fronteira. Já a renovação do acordo de suprimento do gás boliviano para o Brasil não deve ter avanços decisivos. A ideia do Itamaraty e do Palácio do Planalto é não politizar essa questão. O acordo expira em 2019 e o quadro é bem diferente de quando ele foi assinado: o Brasil, com o pré-sal, tornou-se grande produtor de gás natural.

Fonte: Valor Econômico

 

Por Valor Econômico - SP

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

Brasil e Bolívia assinam acordos nas áreas de defesa e transporte

Robô submerge a 950 metros de profundidade para buscar submarino argentino

Itaipu gera 8,8 milhões de MWh em novembro, recorde histórico para o mês

Marinha da Argentina diz que não busca mais sobreviventes de submarino desaparecido

Uso binacional do aeroporto de Rivera está muito próximo

Pavimentação irá fomentar escoamento de produção por ferrovia

Um pouco das teorias econômicas

Setor de caminhões sai do atoleiro

Labrousse, do WEF: o segredo para avançar em infraestrutura

Os obstáculos que impedem a infraestrutura de florescer no Brasil

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística